O chef Rafael Nazarini (ex-Esquina Mocotó) abriu sua própria casa para poder explorar uma culinária autoral e sazonal.

Nazarini costumava servir seus pratos em um menu fechado com três tempos, mas o modelo ficou pequeno para acomodar todas as suas receitas. Agora, então, o cardápio é à la carte – mas os pratos oferecidos continuam mudando, conforme as estações quentes e frias.

A culinária contemporânea do chef aparece em snacks, entradas e pratos principais.

Vale começar com o snack Jardim de Outono: mini legumes, creme de nozes com estragão, farofa de pão e cogumelos.

A seção de entradas tem opções como a berinjela tostada com salsa verde, gel de leite de cabra, abacaxi e coentro.

Na ala principal, fazem sucesso a mandioquinha confit (com purê de ervilha, mostarda da casa, chips de
mandioquinha com raiz forte e broto de mostarda) e o polvo grelhado, acompanhado de brócolis, rabanete, caldo de suã com chorizo e tucupi.

O confeiteiro Rafael Molina se encarrega de fechar a refeição de um jeito bem doce. Ele assina as sobremesas, como o crème caramel, que leva caramelo de Cynar (bebida alcoólica não convencional e amarga), crocante de figo, figo in natura, hortelã e pimenta fresca.

O Mensa consegue oferecer um ambiente elegante e descontraído ao mesmo tempo – características, aliás, que estão em sintonia com a gastronomia da casa. O salão é inteiro decorado por madeira, com balcão e cadeiras modernas. Em uma das paredes, é possível observar as geladeiras que mantêm os ingredientes sempre fresquinhos.