Com foco no período de 1965 a 1970, a mostra “Os Anos em que Vivemos em Perigo” propõe uma reflexão sobre a atmosfera de tensão vivida na época no Brasil e em vários países no mundo.

O Museu de Arte Moderna (MAM) reúne para a exposição 50 obras de artistas como Antônio Henrique Amaral, Anna Maria Maiolino, Antônio Manuel, Cláudio Tozzi, Maureen Bisilliat, Wesley Duke Lee, entre outros.

O período marcado por greves, manifestações, repressão, censura e utopia é representado através de pinturas, xilogravuras, fotografias e objetos sob curadoria de Marcos Moraes.

Horários de funcionamento: Terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h). Até 28/7.