Prima mais nova e descolada de uma das melhores pizzarias da cidade, a Bráz Elettrica oferece pizzas individuais assadas num forno elétrico por 90 segundos. Não estranhe: a pizzaria não tem garçons. É o próprio cliente que faz o pedido no caixa e vai buscar no balcão. O ambiente despojado tem mesas coletivas, boas para um bate-papo com os amigos, para conhecer gente nova e comer sua pizza com a mão.

As criações são de Anthony Falco, especialista que aprendeu nas melhores pizzarias do Brooklyn, em Nova York. O resultado é um cardápio com sabores clássicos, mas com toques autorais. A Margherita, por exemplo, é feita com molho de tomate, mozarela de búfala, mozarela, grana padano e manjericão. Já a Portuguesa é incrementada com molho de tomate, mozarela, presunto cozido, cebolas caramelizadas, clara de ovo, azeitona verde e um fio de gema.

A Sr. Falco vem com linguiça, cebola roxa, alho, manjericão, picles de jalapeño e queijo grana padano. Já a Braz leva fatias de abobrinha, alho, mozarela e grana padano. Quer uma opção veggie? Vá de Frisco: spring cream (um tipo de sour cream temperado), mozarela de búfala, escarola, grana padano, lemon pepper e cogumelo.

Quebrando a tradição de que pizza só se come à noite, a Bráz Elettrica costuma ficar lotada também na hora do almoço. Se a ideia for matar uma pizza depois da balada, tudo bem: a pizzaria de Pinheiros fica aberta até as 4h na sexta e no sábado.

Além de Pinheiros, a Bráz Elettrica possui endereços nos Jardins, na Vila Leopoldina, em Higienópolis e na rua Augusta.