Ocupando os andares 22 e 23 do Farol Santander, a exposição Metaversø, de múltiplos artistas, busca aproximar a realidade virtual do mundo real com a arte do futuro.

O curador Antonio Curti reuniu novos e tradicionais artistas paulistanos, que criaram suas obras especialmente para o edifício do Farol. O coletivo Bijari, em atividade há mais de 20 anos em São Paulo, divide a mostra com novos talentos como os trabalhos inéditos de Sala28 e Aya Studio, além dos artistas e grupos VIGAS, Bloco e Wesley Lee.

Com cinco salas de instalações imersivas e sensoriais, utilizando meios como luzes de led, lasers, projeções, trilha sonora e a própria paisagem de São Paulo, o público encontra no Metaversø a tecnologia elevada ao status de arte, abrindo caminhos para a imaginação. Cada espaço foi pensado de forma cronológica, com um circuito próprio de início, meio e fim, propondo a experiência da contemplação.

O som alto e as luzes neon em transição parecem levar o espectador para dentro da própria obra. Na primeira sala, chamada de Reta-Curva, a inspiração na matemática do grupo Sala28 cria uma instalação a partir de luz e movimento parabólico, refletindo sobre as questões de espaço e tempo.

Logo em seguida, o laser azul da instalação Mementos, de Aya Studio e Bloco, surge e desaparece junto com a impactante trilha sonora. Cada feixe de luz é programado por um algoritmo que controla todos os desenhos formulados, resultando em uma peça com infinitas possibilidades.

Permitindo um respiro, Aya Studio e Wesley Lee montam a obra Interlúdio, apresentando bastões de led com luzes pulsando em diferentes gradientes de tempo. Na próxima instalação, chamada Aparato 10¹º, o artista VIGAS explora a existência de múltiplos universos, transgredindo nossa visão de mundo.

A exposição Metaversø é encerrada com o Horizonte Utópico, do coletivo Bijari, apresentando uma realidade alternativa em que a sociedade é habitada por plantas, sendo um contraponto a partir da vista real da cidade de São Paulo,

Com a intenção de revitalizar o Centro e aproximar o paulistano e os turistas da cidade de São Paulo, o Farol Santander propõe encontros e descobertas. Através de entretenimento, cultura e lazer, o espaço promove eventos, exposições, arte e história.

Instalações de arte imersiva tomam conta dos andares 22 e 23, enquanto outras exposições de arte são encontradas nos andares 19 e 20. O 21º piso conta com uma pista de skate, desenvolvida por Bob Bunrquist, um dos principais skatistas brasileiros. O mirante, localizado no 26º andar, permite uma vista a 160 metros do chão da urbanização e população de São Paulo.

Horário de funcionamento: terça a domingo, das 9h às 20h. Até 15/9.

Foto: Júnior Viana/Divulgação